A importância da avaliação técnica de empresas realizada por especialistas.

A Gestão Empresarial e a continuidade da empresa

De forma geral, empresas iniciam suas atividades como micro empresas, ou mesmo vindas da informalidade, no decorrer dos anos, diante da demanda do mercado, estratégias dos empreendedores, entre outros aspectos, inclusive tecnológicos, as empresas (sem generalizar) tendem a crescer e expandir seus mercados (praças) e também produtos e serviços.

Ocorre que, o “apetite” de empreendedores, nem sempre é seguido no ambiente familiar, com isso, a possibilidade de disponibilizar a empresa ao mercado, seja para a captação de investidores ou mesmo a possibilidade de venda da companhia.

Herdeiros ou sucessores?

É muito comum no meio empresarial, vivenciarmos discussões, principalmente em empresas familiares, onde muitas vezes o assunto é a inviabilidade em continuar com empresas que estão no mercado a anos ou mesmo vindo de gerações anteriores.

Não é regra, mas muitos empresários acabaram por não profissionalizar a Gestão de suas Empresas, ou mesmo, acabaram por “relaxar” na preparação de seus possíveis sucessores, tornando-os em alguns casos meros “herdeiros”, e isso com certeza pode colocar em risco não somente a continuidade do negócio, mas também o patrimônio estruturado ao longo dos anos.

Resultados x Horizonte

Passado, presente ou futuro?

Em reuniões onde apresentamos soluções para a melhor condução de projetos, seja para apenas realizar o Valuation como um “norte”, ou mesmo, iniciando um processo de M&A (fusões e aquisições), é quase que uma rotina ouvirmos estórias de um passado cheio de glórias e um presente com certas dificuldades.

Na realidade todo o histórico da empresa tem grande valor, entretanto, o futuro é que está sendo avaliado para a possível abertura ao mercado.

O que é o Valuation?

Valuation é a metodologia que consolida diversas informações (Patrimonial e Resultado) da empesa para formar o valor do negócio, e nisso está incluso o Tangível e Intangível.

Quando deve ser utilizado a metodologia Valuation?

Muitos empresários e consultorias acabam por definir a utilização do Valuation apenas no momento de efetivar uma operação com a empresa, ou seja, compra ou venda.

Na realidade, o valuation vem cada vez mais sendo utilizado para definir o valor da empresa e enriquecer demonstrativos gerenciais, principalmente quando define-se o valor da empresa como um todo e esse valor deve ser acompanhado periodicamente e gestores ter como foco seu crescimento colocando em pratica as mais diversas estratégias comerciais e operacionais.

A confidencialidade do processo

É de extrema importância que desde os contatos iniciais, os levantamentos e troca de informações, até a entrega dos arquivos e apresentação final do processo de Valuation, que tudo seja conduzido  com total confidencialidade.

Isso porque, as informações para a condução do processo ou mesmo seus objetivos, podem ser distorcidos por meio de comunicação inadequada e expor a empresa e seus gestores a situações constrangedoras internamente com seus colaboradores ou mesmo no mercado diante de credores, clientes e concorrentes.

Como agregar valor a uma empresa por meio do valuation?

O valuation também pode ser utilizado como uma diagnose da empresa, onde todas as informações consolidadas norteiam gestores e a alta direção da empresa, em estratégias a serem colocadas em pratica, para que valor possa ser ainda melhor.

Na estruturação do Valuation com certeza, o Estudo de Mercado que em muitos projetos é deixado de lado, quando realizado de forma correta e profissionalizada, agrega muito quando apresentado aos investidores, analises e o comportamento do mercado e dos possíveis concorrentes.

Conceitos ultrapassados de Avaliação de Empresas devem ser “descartados”

Conceitos que não devem ser levados a uma mesa de reunião ainda estão presentes em empresas que tem por objetivo “economizar” recursos para a formação do preço de venda da empresa.

Em conversas iniciais ouvimos empresários relatarem “formas” simplistas para se definir o valor de uma empresa, ocorre que seja essa “formulação” for colocada em pratica, a mesma pode sub-avaliar a empresa ou mesmo inviabilizar qualquer tipo de negócio.

Estoque e Faturamento, são os “indicadores” mais citados nesse momento, de forma geral empresários são “orientados” a multiplicar esses dois indicadores por “N” vezes para se definir o valor da empresa, é algo muito simples, num mercado que cada vez mais busca transformar tudo em comodities, onde as margens tendem a ser as menores e utilizar o faturamento ou o estoque como base de definição pode com certeza destoa um valor.

O Patrimonio Líquido, também utilizado pode com certeza inviabilizar o projeto. O Patrimonio Líquido (PL) representa contabilmente o Patrimonio dos sócios no Balanço Patrimonial, ocorre que o grupo de contas que compõe o PL, para que possa ser utilizado necessita que todo o Ativo e Passivo seja atualizado ao Valor Justo de Mercado e ter como contra-partida o PL , entretanto, essa não é uma pratica contábil realizada no Brasil e além disso ainda fica sem ser registrado o Intangível.

A utilização de “planilhas” prontas pode distorcer a viabilidade de uma negociação

Ainda no fator “economizar” para formar o real valor da empresa, ainda existem empresários e gestores que buscam “formulas prontas” para se definir o valor de uma empresa, com isso, opta, por definir o valor de seus negócios por meio de planilhas Excel que em alguns casos podem ter formulas incorretas e também não contempla a metodologia utilizada.

Uma virgula ou um parênteses, inserido de forma inadequada numa equação, pode inviabilizar toda uma operação, pois resultará em valores diferentes do que seria resultante quando se utiliza o processo em todas suas etapas.

A Due Diligence como ferramenta para assegurar as informações consolidadas

A estruturação de um Valuation, não tem por objetivo levantar de forma detalhada todas as informações de uma empresa, entretanto, analisar com critérios técnicos todo o processo é um diferencial na estruturação do projeto, com isso, um check list para se conduzir o processo é fundamental.

Criticar informações analisadas caso necessário, é algo que enriquece o projeto, informações reportadas em Balanços Patrimoniais ou DRE´s mesmo que sejam “gerenciais”.

Outro fator importante também é validar e dar consistência ao Planejamento Estratégico que fara parte do processo do Valuation.

O Fluxo de Caixa Descontado como o principal critério para a definição do valor

São 03 critérios básicos para se definir o valor de uma empresa.

  • Similaridade:– pouco utilizada no Brasil pela falta de parâmetros de informações empresariais para serem utilizadas no processo de avaliação.
  • Liquidação:- essa metodologia é utilizada quando a empresa está sendo encerrada, com isso todo o Ativo e Passivo deverão ser devidamente atualizados para se compor o efetivo Patrimonio Líquido.
  • Fluxo de Caixa Descontado:- esse é o método mais comum e utilizado no Brasil, por meio dele, é possível com base em informações passadas e do cenário atual, projetar Resultados Futuros, incluindo a possibilidade da perpetuidade, e ao final com base numa taxa de desconto (WACC – traduzindo – Custo Médio Ponderado do Capital) é possível se obter o valor da Avaliação da Empresa, que ainda poderá receber ajustes com base nas contas do Balanço Patrimonial.

A contratação de empresa (consultoria) especializada assegura a transparência e imparcialidade na apuração dos valores

Todo o processo de Valuation pode variar em seus resultados de empresa para empresa de acordo com a interpretação dos informes e também diante das particularidades de cada segmento, mas o mais importante é que todo o projeto seja conduzido de forma profissionalizada e sem qualquer tendência em beneficiar ou não qualquer das partes no projeto valuation.

FONTE: https://www.contabeis.com.br/artigos/7401/entenda-porque-sua-empresa-deve-ser-analisada-pela-metodologia-valuation/