Sim. Aquele Cold Call idoso morreu. Ele já estava doente desde 2000 e não suportou o peso do tempo.

Esse Cold Call sofria os seguintes males:

1. Uma grande necessidade de falar de si mesmo. EU! EU! EU!

2. Achava que prospectar era falar mal da concorrência.

3. Não tinha direcionamento, vivia atirando para qualquer lado. Pré-qualificar? Achava que dava trabalho e perdia tempo.

4. Falava muito e ouvia pouco…ou nem ouvia o cliente potencial de tanto que falava.

5. Nem queria saber as “dores” do cliente, o importante era marcar uma reunião, afinal era um “expert” e já sabia todas os problemas. Perguntar? Não, ele tinha que mostrar a solução!

6. Achava que vender era descrever características do produto/serviço.

7. Não se atentou que com a internet o cliente passou a buscar fornecedores sozinho e continuou com a mesma abordagem de mil-novecentos-e-bolinha.

8. Não tinha a mínima ideia do que é vendas consultivas, o importante eram suas metas, SÓ suas metas, mesmo perdendo clientes depois.

9. Achava que quanto mais insistisse mais convenceria o cliente a fechar.

10. Parou no tempo. Achou que não precisava de cursos, de estudar e muito menos se atualizar.