O desempenho acadêmico de crianças americanas em idade escolar não mudou em duas décadas, apesar de bilhões de dólares em aumento de financiamento.

De acordo com os resultados de uma pesquisa do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, crianças em idade escolar da China superaram de longe seus colegas internacionais em um teste de leitura, matemática e ciências.

Administrada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a prova foi aplicada a 600 mil jovens em 79 países. O objetivo, por sua vez, é servir como um parâmetro de medição global para os sistemas educacionais em diferentes partes do mundo e dentro de diferentes condições socioeconômicas.

Os resultados mostraram que estudantes de quatro províncias da China – Pequim, Xangai e as províncias orientais de Jiangsu e Zhejiang – obtiveram a classificação de nível 4, a mais alta em todas as três categorias. Os alunos nos EUA, por outro lado, se classificaram no nível 3 em leitura e ciências e no nível 2 em matemática.

Angel Gurria, secretário-geral da OCDE, comentou que o desempenho atual dos estudantes de uma nação prevê o potencial econômico futuro: “A qualidade de suas escolas hoje contribuirá para a força de suas economias amanhã”. 

No entanto, muitos países desenvolvidos não foram capazes de melhorar a qualidade da educação nas últimas duas décadas, apesar dos “gastos com educação tenham aumentado em mais de 15% apenas nos últimos 10 anos”, afirma ainda o relatório.

O background socioeconômico desempenhou um papel importante nas pontuações dos testes, respondendo por 12% da variação no desempenho de leitura em cada país. Mas os resultados também mostraram que os 10% mais pobres dos estudantes na China ainda superaram a média geral da OCDE. Isso talvez seja surpreendente para um país com uma renda média doméstica cerca de três vezes menor que a média da OCDE, avaliada em US $ 30.500.

fonte: https://vogue.globo.com/celebridade/noticia/2021/02/criancas-da-china-vencem-estudantes-americanos-em-todas-categorias-academicas.html