“A tecnologia serve para aproximar o cliente do contador, fazer uma consultoria assertiva e pagar os impostos corretamente”, explica Érico Azevedo

O planejamento tributário é um imperativo para qualquer empresa que busque se destacar e ganhar competitividade. Um dos grandes aliados da contabilidade nesse cenário é a tecnologia, que pode proporcionar uma atuação em nichos e com automação de atividades relacionadas ao Fisco, liberando os contadores para oferecer assistência sob medida para os clientes.

Uma pesquisa da Studio Fiscal publicada em 2018 mostrou que 76% das empresas do Simples Nacional e 95% das organizações enquadradas no Lucro Presumido ou Lucro Real pagaram mais impostos do que deviam. Esse problema ocorre principalmente quando há erros na classificação das atividades.

Para sanar esse tipo de problema, a contabilidade contemporânea passou a incorporar a tecnologia com o propósito de automatizar as relações com as três esferas de Governo. Assim, os contadores passam a atuar de maneira mais consultiva, mostrando caminhos para que o empreendedor economize dinheiro e faça uma melhor gestão financeira do negócio.

“A imensa maioria dos empreendedores não utilizam a informação da contabilidade para a tomada de decisão. Isso tipicamente está relacionado com o fato de que a contabilidade só chega à mão do empresário depois que os fatos já aconteceram”, afirma Érico Azevedo, CEO da Fica Tranquilo e entrevistado do episódio 169 do podcast Café com ADM.

Ouça o episódio abaixo e, a seguir, confira outros trechos em destaque.